BC - C3: O devaneio é possível

BC - C3

Diante de toda a nossa construção recente com a BC, começamos a ancorar nossas convicções em mares mais profundos, nesse processo nos deparamos com as mais complexas questões que nos levam à um sentido: o da profusão. Notamos também a necessidade do medo e seu papel insubstituível numa fase em que o amadurecimento se fortalece, ele nos faz, por muitas vezes, pensarmos nos passos de forma precisa, fecharmos os olhos, darmos um passo e nunca descansar em locais confortáveis demais, afinal, ele é a armadura para o caos.

Como norte conceitual da coleção, o seguinte texto:




“Agonia:

diante do sopro,

o caos.

Fugaz:

Não mais o que tento,

Agora

o que faço.

Em tempos verbais antagônicos,

Não mais o passado.

Na velocidade,

o que nunca vi,

Me forço (a enxergar).

Veja bem:

Os sinais vitais já não são meros coadjuvantes das nossas ações.

E agora,

Diante das urgências

A necessidade de aferir o fôlego

Para, enfim,

alcançar o alívio

No sopro do vento,

no limbo do fogo,

No caos

da almejada paz.


O devaneio é possível,

Descansa.”




Com todo o encanto que o horizonte nos reserva,

OPERA™.

Destinado à BC.



Estilo: Igor Calvi

Beleza: Bruna Monteiro

Modelo: Sulamita Marinho

Argumento, Fotografia e Direção Criativa: OPERA™